mancheia

"Livros, discos, vídeos à mancheia! E deixe que digam, que pensem, que falem..."

segunda-feira, fevereiro 26, 2007

...and the Oscar goes to...

Ontem foi a cerimônia do Oscar. Como a grande maioria dessas cerimônias de premiação: chatas e sem-graça. São constrangedores os diálogos fracos-fracos das duplas que vão anunciar os premiados. Brincadeirinhas dispensáveis e sem a menor graça. Acho que seria bem mais bacana deixar cada um improvisar, ou contratar novos roteiristas. Até o prêmio da MTV Brasil (VMB) adota esse tipo de diálogo ridículo. Chato, né? Agora, o mais interessante e engraçado de todos é o tal de Troféu Imprensa, apresentado pelo Sílvio Santos. Eu já cheguei a ver o Peninha (sim, o compositor) chegando lá pra receber o prêmio por aquela gravação chata do Caetano (sim, Sozinho). Até aí tudo bem, se não soltassem a gravação do Caetano e constrangessem o tal Peninha pra dublar o playback. Dublar playback já é duro; playback alheio é lindo e ridículo!
Bom, voltemos ao Oscar 2007. Não consegui ver tudo; portanto, não vou comentar a premiação. Só gostaria de falar sobre a chatice que é ver aquelas pessoas famosas e bonitas ali, fingindo que estão premiando os melhores. Será que são? Há controvérsias.
De tanto ouvir vários críticos fazendo previsões e considerações acerca de quem seria premiado, eu vi que existe uma lógica dentro disso tudo. Ou não. "Certos diretores vão ganhar este ano, apesar de não terem feito o melhor filme da carreira". Então, por que vão ganhar? "Certos filmes foram indicados, mas com certeza não vão ganhar, pois a Academia não gosta muito de certas posições políticas de tal ator". E há outros casos e descasos que muita gente que gosta de cinema pode apontar.
Mas por que a gente gosta do Oscar? Pra mim, já virou uma cerimônia folclórica, mas que perde cada vez mais a diversão, por conta dos motivos já expostos. É chata e sem graça mas, se me convidarem, não penso duas vezes antes de ir.
O meu candidato ao prêmio desde sempre é Lavoura Arcaica, de Luiz Fernando Carvalho, mas acho que ele não está entre os indicados... Melhor filme, diretor, roteiro adaptado, fotografia, trilha sonora, ator (Selton Mello e Raul Cortez), atriz (Simone Spoladore) e outras categorias. O meu Oscar eles já ganharam.
Ósculos e amplexos para quem for de.
Alex Manzi.

7 Comments:

Anonymous Johnny said...

O meu Oscar também! Pena que it's gone. Concordo também com a propalada charopada-chatice do Oscar. Não há como não dormir defronte a TV. Os melhores filmes geralmente não passam por lá.Cinema já é um meio de indústria, o Oscar então é mais indústria ainda. Indústria no mau sentido. Ainda tem a chatice da tradução simultânea. Very boring...

4:42 PM  
Blogger Carmen said...

Manzi de mi bida:

Eu não assisti porque não tenho TV a cabo e teria que ver aquele analfabeto cinematográfico do Wilker comentando precariamente os filmes, premiações e etc.

Assisti a todos os indicados a melhor filme e achei a vitória de Os Infiltrados uma grandecíssima e ridícula tentativa e corrigir injustiças anteriores cometidas contra o Scorcese.

Para mim Babel foi o grande filme do ano e quiçá da década. Tem gente que tem a desfaçatez de compará-lo a Crash. Não se compara. Babel é a obra-prima do Iñárritu e foda-se esse Oscar que não tem senso de nada e só sabe reforçar o péssimo e imperialista "American Way of Life".

Odeio o Oscar.
Viva Iñárritu!!!

Um abraço de Carmen.
(Tive que publicar como anônima porque o Blogger não me aceita mais...)

10:47 PM  
Blogger Carmen said...

Caso tenha gerado confusão, só queria deixar claro que o Paul Haggis mereceu todos os louros por Crash, que na época foi bom. Só acho é que não se pode compará-lo com nada do Iñárritu. São estilos diferentes.

10:51 PM  
Blogger Alex Manzi said...

Johnny Querido...

Como eu disse: a cerimônia já virou folclore. E um folclore já beeeeeeeeeeeeeem sem graça.

Apareça mais.

Grande abraço, Parceiro.

11:25 PM  
Blogger Alex Manzi said...

Carmencita de mi corazón:

Achei que ias abandonar todos da blogosfera. Ainda bem que apareceu. Fiquei muito feliz, pois suas palavras são mui necessárias aqui.

Bão, eu não vi Babel, mas tô com vontade braba de ver. Crash foi um grande filme. Achei muito bacana e lúcido.

Tenho TV a cabo, mas não tive saco de ver a cerimônia em nenhum canal. Acho que dormi, acho que coloquei um filme no DVD, (whateva!!!) agora não me lembro...

Acho sinceramente que o Blogger TINHA que te aceitar. Nem que seja por serviços prestados, como fizeram com o Scorcese. hehe

Ósculos vários e cinematográficos.

11:33 PM  
Anonymous Vanessinha said...

Ah que bom entrar aqui depois de tanto tempo! Achei que fosse so eu que sentisse essa preguica imensa so de ouvir falar na palavrinha "Oscar"... Para mim nao passa de farça e oportunidade para os bonitinhos de Hollywood aparecerem um pouquinho mais na nossa midia maravilhosa! Ai... ai... Mil osculinhos pra voce, meu caro amigo!

Vanessinha:-)

5:33 PM  
Blogger Alex Manzi said...

Ah, que bom comentar aqui depois de tanto tempo...

A chatice do Oscar já virou folclore e piada de mau gosto, Querida Vanessinha.

E apareça mais, viu?

Ósculos...

4:02 PM  

Postar um comentário

<< Home